quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Leituras do Best...Lego Star Wars #37...

Já está nas bancas, vai fazer uns dias, a nova edição da revista Lego Star Wars e ainda não tinha tido a oportunidade de falar sobre ela e sobre o magnifico veículo que vem como brinde.


O número 37 é, mais uma vez, um espectáculo de aventuras em banda desenhada recheada de humor e ficção cientifica.
são 12 páginas de aventura logo no começo da revista com "Tentativa de fuga". Poe Dameron vai tentar fugir...será que consegue?


A revista vem recheada de desafios, jogos e passatempos. O poster duplo é focado nos Droides BB-8 e BB-9E.
Em análise o Bombardeiro da Resistência.


 A segunda aventura chama-se "Operação Caminhante" e mete Ewoks e Imperial Walkers.
O brinde é nada mais do que um AT-ST Walker, estilizado ao máximo e muito bem feito.
São 48 peças para montar e fica mesmo espectacular...


No próximo número teremos um como brinde um Probe Droide Imperial...este Droide já tinha saído no número 10 desta revista...este promete trazer uma base diferente...vamos ver o que dizem os coleccionadores sobre este brinde repetido.
Será que a nova base vai fazer a diferença...mais um mês para descobrir.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Masters of the Universe POP - Mer-Man Blue Chase Figure...

E é a ultima aquisição desta nova série de figuras Masters of the Universe.
O Blue Mer-Man é conhecido dos primeiros mini comics com histórias de MOTU, que vinha incluídas nas figuras vintage.


Os primeiros 4 mini comics, que eram desenhados pelo mestre Alfredo Alcala, representavam o Mer-Man num tom azul escuro, como se a sua pele fosse semelhante à de uma medusa.


Este Mer-Man Pop acaba por aparecer como figura alternativa e Chase Figure porque é mais difícil de encontrar neste segunda série de MOTU POP.
Este versão não difere em nada da anterior, de cor verde. A diferença está mesmo na cor azul.


Este Mer-Man vem com a Lança de Bakull, tal como a outra versão, embora ache que esta versão merecia o seu tridente ou a estranha espada de coral.
Encontrar esta versão pode ser complicado, especialmente agora que se prepara uma terceira série de figuras ainda não anunciadas...esperemos que apareçam para o próximo ano.


domingo, 18 de novembro de 2018

Leituras do Best...Watchers de Luís Louro...

A maior parte dos coleccionadores de brinquedos e figuras de acção colecciona também outras coisas. No meu caso, desde sempre que sou um grande apreciador de Banda Desenhada e foi por causa da BD e das séries de animação, que dei por mim a apreciar todo o tipo de brinquedos.
Este gosto pela BD levou-me, desde muito cedo, a trabalhar no ramo da banda desenhada, ainda que esporadicamente, em feiras do livro, festivais e etc.


Foi no Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora que conheci o Luís Louro. A sua Alice conquistou-me a tal nível que, desde esse dia que sou um amigo e seguidor atento das suas ideias, loucuras e arte no ramo da BD e da fotografia.
Este ano, para surpresa de todos os fãs, o Luís superou-se e criou Watchers, um álbum de BD com uma história muito actual que, embora ocorra num Portugal futuro, não deixa de ser um espelho de uma sociedade aborrecida que procura emoções de maneiras bizarras e loucas.

A arte é algo de fabuloso e de álbum para álbum a imaginação do Luís leva-nos a mundos e detalhes que, embora inéditos são estranhamente nostálgicos.
Ainda não consigo compreender como consegue ele acertar no ambiente, na luz de Lisboa que consegue representar em cada página e que é conhecida por ser única e inimitável. Não é à toa que é fotografo.

Watchers é uma história diferente.
Uma história de redes sociais, de voyeurismo levado ao extremo, de psicopatia total.
Vícios, modas e loucuras, segredos que se escondem em cada casa, em cada pessoa e em cada pedaço de uma sociedade sem saída.


"O meu nome é Sentinel. Sou um Watcher. Esta é a minha cidade e eu sou o rei das visualizações."
Este é o mote para uma história marcante, algo polémica e que intui para um possível futuro da sociedade humana. Roça os extremismos e os fundamentalismos que se vivem hoje e mostram o que acontece neste mundo cada vez mais louco.


O melhor de Watchers é que existem 2 álbuns com finais diferentes. A diferença é reconhecida apenas na cor das letras do título do Álbum. Um com letras vermelhas e outro com letras brancas. O Capitulo 4 é diferente em cada um, levando o leitor para dois finais diferentes.
Que destino dar à história?
Aqui podemos escolher...


Watchers é um álbum espectacular. Obrigatório para qualquer fã de BD e de uma boa história, Watchers consegue surpreender a cada página, com detalhes que só mesmo um seguidor das obras de Luís Louro pode compreender.
O álbum tem 47 páginas e edição da Asa.


Como não podia deixar de ser os meus álbuns vêm devidamente autografados pelo Luís...




sábado, 17 de novembro de 2018

Masters of the Universe Classics...King Chooblah...

King Chooblah.
Poucos são os fãs de Masters of the Universe que conhecem esta personagem.
Saído directamente da excelente série de 2002 que explorou como nenhuma outra o Mundo de Eternia, a sua geografia, história e os povos que a habitam, o Rei Chooblah é o líder de um povo do norte, considerado mítico durante muito tempo. O povo dos Kulataks, de aparência selvagem aliou-se a Randor depois da tentativa de Skeletor de roubar o metal conhecido como Eternium, das suas minas. Fornecendo os Masters of the Universe com este metal precisos, os Kulataks ajudaram a construir uma prisão mais segura para os lacaios maléficos de Skeletor.

Chooblah foi mais tarde integrado no Concelho de Eternia, ajudando a unificar o povo livre de Eternia contra o mal. Mais tarde os Kulataks vão ser de muito importância na luta contra as forças do King Hssss e da Horda.


Esta figura imponente vem ao encontro do mítico Yeti. Os Kulataks são uma espécie de felinos do gelo. Sábios para além do suposto e possuem uma força e agilidade fora do comum.
A figura é uma representação disso mesmo.
É ligeiramente mais alta do que uma figura normal de Masters of the Universe Classics e muito mais imponente. Os detalhes são muito bons e a escultura da face é das melhores já feitas em toda a linha.

A articulação é boa e embora a figura seja muito pesada, aguenta-se muito bem sem grande ginástica para se por de pé. No entanto, as posições para exposição não são fáceis, principalmente devido aos tipo de pernas e pés que tem.


Este grande chefe, que dá pelo nome de K´Rudulak Chuboola, vem apenas com o seu bastão, que supostamente será de madeira, tendo em conta o detalhe esculpido no mesmo. O colar que trás ao pescoço não dá para remover e marca-o como líder supremo dos Kulutaks.


Esta figura esteve à venda em Setembro de 2014 e fez parte das figuras mensais pertencentes ao Clube 200x que se vendia apenas no site MattyCollector.com