Publicação em destaque

2º Sorteio My Best Toys Mistery Box - Deluxe edition...

A Mistery Box está de volta ao My Best Toys e desta vez é um artigo de luxo. O sistema de rifas é o mesmo e desta vez o artigo em que...

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Hot Wheels - The Dark Knight Batmobile - Versão azul escuro...

Esta outra versão do mítico Tumbler, o carro de Batman nos filmes de Nolan, está por aí e recomenda-se.
Como sempre este Batmobile vem cheio de detalhe a a única diferença é mesmo a cor azul profundo.


Sem sombras, sem outras cores e sem muita graça.
É apenas mais uma cor, mais uma versão de um carro que, a meu ver vai estar sempre presenta nas colecções Hot Wheels futuras. Claro que não é sempre e as versões vão variar, mas penso que poderemos sempre contar com mais uma versão deste e de outros Batmobiles.


Como referi, este já está no mercado e vale a pena. Um Batmobile vale sempre a pena!
Esta pertence à série H de 2019.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Publicações Lendárias...Turma da Mónica Jovem #1...

A certa altura da nossa vida, seja infância ou durante a adolescência, todos conhecemos ou passámos os lhos mais do que uma vez pelas revistas da Turma da Mónica. Homens, mulheres, adolescentes e crianças já aprenderam e riram com a Mónica e com a sua turma.

As minhas experiências com a Turma da Mónica original sempre foram as melhores. Tive imensos livros da Mónica, do Cebolinha e do Cascão. Hoje não sei bem o que lhes aconteceu mas creio que chega a uma época da nossa vida que deixamos de lado certas coisas para passar a outras, mais excitantes e que fazem parte da nossa evolução como pessoas e como leitores. Continuo a gostar da Turma da Mónica original, mas confesso que é um título que compro pouco, aproveitando apenas ocasionalmente um ou outro especial que considero essencial para a minha crescente colecção de banda desenhada.
Como na vida também a Turma da Mónica sofreu uma evolução.
Em 2008 a Editora Maurício de Sousa põe no mercado uma nova revista intitulada Turma da Mónica Jovem usando como chave a ideia de que a Mónica cresceu e é agora uma adolescente e juntamente com os seus companheiros de sempre, vão viver aventuras extraordinárias.

A aposta no estilo Manga e nas histórias a preto e branco foram um golpe de mestre que, a meu ver, fez com que este título passasse imediatamente a ser uma publicação lendária.


A Turma da Mônica cresceu e muita coisa mudou.
O primeiro número intitula-se "4 Dimensões Mágicas" sendo esta a primeira parte de uma saga que começa logo com grandes revelação e introduzindo o estilo que vai marcar para sempre a revista.


Continuam as aventuras incríveis, e neste primeiro número o Capitão Feio liberta Yuka, a rainha das 4 dimensões. Sabendo disso, os seus pais aparecem e revelam que são os guerreiros do imperador japonês que enfrentaram a Yuka, então ela aprisiona-os em espadas japonesas, e para que eles sejam libertados, alguém precisa juntar quatro objectos existentes nas quatro dimensões mágicas e para isso têm de enfrentar todos os desafios.


A dinâmica, o humor, e o argumento de Maurício de Sousa e Flávio T. de Jesus e a arte de Emy T. Y. Acosta, José Aparecido Cavalcante trazem a Turma da Mónica para novas e mais espectaculares aventuras.
Como leitor de banda desenhada de vários estilos confesso que o estilo Manga nunca foi o meu favorito mas estas aventuras da Turma da Mónica Jovem deixaram-me completamente viciado nas aventuras destes jovens adolescentes do Bairro do Limoeiro. Vê-los crescidos é como ver a nossa própria evolução como pessoas sendo que acompanhámos tantas vezes as suas aventuras quando nós éramos pequenos e quando estas personagens eram também pouco mais velhos do que nós.


A edição é sempre acompanhada por um comentário final de Maurício com uma moral, com uma opinião, com um conselho.
Turma da Mónica Jovem é uma lufada de ar fresco e surge quando menos se esperava, pelo menos em Portugal. Este é mais um título de que irei falar aqui neste artigo e que acompanho desde 2008.
Penso que foi uma sorte até hoje podermos usufruir deste título em Portugal, tendo em conta de que as publicações por cá são irregulares e nem sempre conseguimos encontra-los.

A Turma da Mónica Jovem saiu em Agosto de 2008 e teve um número 0 que nunca chegou em Portugal.

domingo, 19 de maio de 2019

Masters of the Universe ReAction série 3...Ram Man...

A série 3 destas figuras ReAction tem sido, até agora, uma surpresa boa.
Já se anunciam outras séries e figuras que de certo vão ser também muito procuradas mas, esta série 3 vem com figuras lendárias e algumas que estávamos à espera à algum tempo.


É seguramente o caso de Ram Man.
O pequeno aríete humano tem uma nova versão nesta colecção e, por incrível que pareça, não está nada mal.


A articulação é básica e não tem o poder de saltar mas, os detalhes estão todos lá e a sua simplicidade basta para fazer desta mais uma excelente figura MOTU, numa versão mais retro mas bem válida.


A arte do blister card continua a ser do melhor e bem ao estilo vintage.
Ram Man vem com o seu machado, sendo este o único e necessário acessório.
Para além disso, Ram Man é uma figura sólida, bem mais pesada do que as outras e maior.
Esta pertence à série 3 de MOTU ReAction e saiu para o mercado no princípio de 2019.


sexta-feira, 17 de maio de 2019

Leituras do Best...Lego Star Wars #43...

Foi à uma semana que saiu para as bancas mais uma revista Star Wars.
Finalmente com mais uma figura Lego e desta vez é a vez de Luke Skywalker fazer a sua estreia numa revista deste género.
Mas já lá vamos!

Desta vez a aventura chama-se "A peça especial" e leva-nos ao tempo da princesa Leia e de Han Solo com a trapalhada que se vai fazer por causa de uma simples peça dourada.


Os jogos estão cada vez mais inteligentes e os desafios são sempre complicados e aparentemente impossíveis de resolver.
O poster duplo é obrigatório e imprescindível e a revista mostra, desta vez, o excelente conjunto do Millenium Falcon na versão do filme Solo.
A segunda História chama-se "Treino Secreto" e é com Luke e Obi Wan.


A figura de brinde é Luke que vem vestido com a sua roupa de Tattoine e com um sabre de luz.
Detalhes bons, embora só um sabre de luz seja pouco no que diz respeito a acessórios.
Mas é uma mini figura e com isso já faz valer a pena a compra desta revista.


No próximo número, mais uma nave miniatura de um episódio lendário de Star Wars...

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Detective Pikachu no Burguer King...

O filme já estás nos cinemas e segundo parece é algo de surpreendente e inovador.
Ainda não vi o filme, até à data deste artigo mas pelos diferentes trailers posso deste já dizer que estou muito curioso.

Desta vez não foi o McDonalds mas o Burguer King que tem uma colecção de figurinhas no seu menu infantil.


São 6 personagens do filme para coleccionar, cada uma com características especiais e com excelentes detalhes.


As figuras ainda se encontram disponíveis nos restaurantes Burguer King e podem ser adquiridas com a aquisição do Menu King Jr.
São sempre grandes personagens e tenho a certeza que dizem muito à maior parte dos coleccionadores de figuras e deste tipo de brindes.

domingo, 12 de maio de 2019

Masters of the Universe Classics - Dragstor...

Dragstor é um dos antigos.
Uma das personagens mais antigas de Masters of the Universe e uma daquelas que existiu em formato de figura nos últimos anos da colecção. Mesmo assim o impacto nas vidas de todos os que coleccionaram esta linha ou que tinham algumas figuras, foi grande.
O Dragstor original era uma figura como nenhuma outra até então, principalmente pela sua capacidade de se tornar um veículo relativamente rápido. Este vilão torna-se assim numa lenda dos brinquedos de MOTU e só em 2014 é que aparece esta nova versão na colecção Masters of the Universe Classics.

Dragstor aparece pela primeira vez nos mini comics dos Masters of the Universe originais como um dos lacaios de Hordak e membro oficial da Evil Horde. Considerado um dos seres mais rápidos de Etheria, Dragstor tem uma história complicada. Com uma enorme roda inserida no seu peito e um motor nas costas, Dragstor só tem de se atirar para o chão e sair disparado pelos mais diversos terrenos em grande velocidade.
Este homem do povo, a quem chamavam Theydon e o seu amigo Doodon, foram raptados por Hordak. Theydon e Doodon foram submetidos às experiências de Hordak que os transformou em Dragstor e Extendar. Depois de transformados numa espécie de ciborgue, mais máquinas do que homens, Theydon naõ consegue libertar-se do seu jugo a Hordak e deixa toda a sua anterior vida para trás e sem qualquer memória de tal e torna-se um autêntico Speed Demon, usando a sua velocidade em nome da Horda e dos objectivos sórdidos do seu senhor. Torna-se perito em arrastar as suas vítimas até ao seu senhor e logo recebe o nome de Dragstor.


A figura é um festival, já habitual de detalhes.
Reestruturada para o design dos Classics, Dragstor apresenta-se com este novo aspecto articulado e perfeitamente adaptado à linha MOTUC.
Todos os detalhes estão lá e é uma das figuras que, embora simples, atrai os olhares em qualquer prateleira.


A roda está lá embora não tenha a capacidade de rodar como fazia a sua figura original.
Dragstor nunca teve uma arma na linha vintage e desta vez os Four Horseman deram-lhe uma Besta personalizada da Horda, como aliás tem acontecido a todas as personagens desta linha.


Outra arma que vem com esta figura, foi também um aproveitamento de uma ideia que também já tinha sido usada na personagem Blast Attack e que foi a utilização da peça (Rip Cord) que servia para por a figura a andar e adaptá-la, neste caso, a um chicote laminado com um machado terrível na ponta.


Dragstor é mais uma das figuras de Masters of the Universe Classics que quase todos os coleccionadores têm na colecção, principalmente por ser uma daqueles figuras obrigatórias e que é parte da história de muitos daqueles que, como eu, viveram em pleno os anos 80 e a magia que era ver estas figuras nas lojas.