quarta-feira, 26 de julho de 2017

Masters of the Universe Classics...Oo-Lar...

Foi há mais de 30 anos que me chegou às mãos o primeiro exemplar do mini comic "He-Man and the Power Sword". Nessa altura tinha uns 12 ou 13 anos, mais ano menos ano e esta foi a história que me marcou parte da infância. Este mini comic pertencia a um vizinho que tinha uma colecção abismal de Masters of the Universe que, na época, nem todos tinham a possibilidade de ter por razões óbvias!
Sendo assim, estive com esse mini comic durante um dia ou dois e depois tive de o devolver...só consegui outro exemplar há poucos anos atrás, quando comecei a adquirir novamente as figuras para tentar completar as minhas colecções.


Segundo a história, que na altura li em espanhol, um guerreiro de uma tribo longínqua resolve explorar as terras para lá das suas e depara-se, a certa altura do caminho, com uma estranha mulher em apuros. Imbuído com uma extraordinária força de vontade, lança-se directamente para o perigo ajudando a estranha a derrotar o monstro que a ameaçava.


Esta estranha mulher de pele verde é a Green Goddess, uma Deusa antiga de Eternia que, pelos seus serviços e aproveitando uma antiga profecia, oferece ao Guerreiro uma armadura e um conjunto de armas mágicas que lhe vão proporcionar a invencibilidade, tornando-o no homem mais poderoso do Universo.


A ideia de haverem armas mágicas escondidas em locais como cavernas, presas a pedras ou guardadas por antigos Deuses ou demónios sempre me fascinou e é a alma de quase todas as aventuras de fantasia.
Depois apareceu a série de animação e fui esquecendo esta história dos mini comics, fascinando-me com a transformação de He-Man e com as suas aventuras numa Eternia menos primitiva do que as dos primeiros mini comics.
No entanto aquela sensação de história antiga e misteriosa sempre me acompanhou, aquele sentimento que nos diz que existe mais mistério e não nos estão a dizer tudo ou não se sabe tudo.

Este Savage He-Man sempre foi um mistério e só em 2015 é que nos foi proporcionada a oportunidade de ter uma figura de acção deste He-Man primitivo.
Baptizado de Oo-Lar, a história da personagem foi modificada ligeiramente para poder encaixar-se no crescente mito de He-Man.


Oo-Lar foi a ultima pessoa a ser conhecida como o He-Man antes do Príncipe Adam nascer.Oo-Lar da Tribo da Selva deixou os seus semelhantes em busca de aventura longe da Vine Jungle. Cruza caminho com a Goddess e ao salva-la é recrutado para proteger as duas metades da Espada de He. A armadura de Corodite que oferece a Oo-Lar é tão bem fabricada que mais tarde é passada a Adam. A ultima tarefa de Oo-lar foi unir as duas metade da Espada de He para que a Goddess pudesse clona-la para o segundo gémeo do destino. Depois foi encarregue de esconder as duas metades da espada em partes diferentes do planeta ficando a Goddess e Light Hope encarregues de velar pela segunda espada.
Oo-Lar mais tarde luta contra Skeletor e é derrotado com três poderosas machadadas do seu machado mágico.

Não se conhece mais deste "He-Man" e provavelmente nunca se vai conhecer.

A figura é das mais simples de sempre pois apresenta-se como aparece nas primeiras páginas do mini comic, um bárbaro musculoso e descalço, apenas com uma lança por companhia.


Como referi, Oo-Lar vem com uma lança de aspecto primitivo e com excelentes detalhes.
Como se tratou de uma figura exclusiva para subscritores, vinha com alguns extras especiais e que tornam esta figura simples, mais apetecida a todos os coleccionadores.


Com Oo-Lar vem então uma cabeça de He-Man clássica, baseada no design das figuras vintage que é preciosa para quem quiser ter uma figura o mais parecida possível do aspecto dos anos 80.

He-Man com a cabeça substituída.

Com este Oo-Lar vem também uma espada que aparece nos primeiros mini comics e que é usada por Teela.


As cerejas no topo do bolo são duas e vêm com esta figura sendo que uma delas é, pelo menos para mim, uma das melhores ideias de sempre e que em breve irá ter um local de especial disposição em minha casa.


Uma das surpresas é o novo Mini Comic, com arte de Axel Gimenez e que inicia uma nova saga intitulada "The Fall of Eternia"


A segunda pequena grande surpresa é um mapa, um dos mais espectaculares mapas relacionados com Masters of the Universe que foi feito até hoje.
Este é o mapa de Grayskull. Um mapa que revela como é o Castelo no seu interior, locais secretos e até locais subterrâneos e circundantes.


É isto que torna esta figura do Oo-Lar tão interessante e que vale muito a pena ter na prateleira.
A figura esteve no mercado em 2015 e fazia parte da subscrição de MOTUC sendo uma figura exclusiva para subscritores. O Mini Comic vinha com a figura, no blister, mas o Mapa vinha à parte sendo este mais difícil de conseguir hoje em dia.

Sem comentários: