sábado, 1 de maio de 2010

Masters of the Universe Classics...Evil Lyn

Evil Lyn sempre foi para mim uma das mais estranhas personagens de MOTU. Claro que uma linha de figuras, feita para meninos pela Mattel, teria de ter figuras femininas. Quanto mais não fosse para acrescentar um bocadinho de romance e ser politicamente correcto. Mas o que para mim era a estranhesa de Evil Lyn não passava muito por aí. Era a suposta amante de Skeletor e quando era mais miúdo, essa situação fazia-me um bocado de impressão. Como é que o Senhor de todo o Mal se iria interessar por uma pindérica de pele amarela como a Evil Lyn? E se Skeletor não tinha lábios como é que eles se beijariam? Seria um amor platónico de olhares e objectivos maléficos?
Sei que sempre olhei a figura de lado até há bem pouco tempo, quando decidi enveredar por uma pesquisa mais profunda da mitologia que envolve estas personagens.
Evil Lyn é a única mulher pertencente aos Evil Warriors e isso faz ainda mais impressão pois do lado heróico existem pelo menos 3 figuras femininas. (Sem contar com a She-Ra, claro.)
Mas decisões comerciais à parte, posso agora debruçar-me sobre a história desta personagem, que, como todas as outras personagens de Masters, apresenta uma história de origem um bocadinho diferente e sem muita consistência.
Segundo algumas fontes, Evil Lyn era uma cientista do planeta Terra, que veio na nave de Marlena Glenn (Agora conhecida como Rainha Marlena), e que se chamava Evelyn Powers. Sofrendo de inveja por Marlena ter sido escolhida para pilotar a nave que se despenhou em Eternia, Evelyn foi parar à dimensão de Skeletor, Infinitia, onde o conhecimento científico que tinha a ajudou a transformar-se na feiticeira Evil-Lyn.

Outra história de origem conta que Evil Lyn é filha de um feiticeiro que é conhecido como "The Faceless One". Este vive isolado numa fortaleza em Zalesia, uma região de Eternia, onde guarda um artefacto muito poderoso conhecido por Ram Stone. Não aprova a decisão da sua filha em juntar-se às forças do mal, mas tem fé que os seus erros vão fazer com que caia em si e que veja que esse não é o melhor caminho. Conta-se ainda que Evil Lyn conheceu Keldor muito antes de ele se tornar no senhor do mal conhecido como Skeletor e que se apaixonou por ele. Sabemos também pelo seu comportamento na série original e na série de 2002 que Evil Lyn é quase tão poderosa como Skeletor e que tem em mente traí-lo assim que este conquistar Eternia. No entanto foi ela que salvou Keldor depois de ter sofrido ao acidente com a sua face às mãos de Randor. Foi ela que carregou um agonizante Keldor até ao templo de Hordak e lhe pediu para salvar a vida do seu amante. Keldor promete então libertar Hordak da dimensão de Despondos e este transforma-o em Skeletor, dando-lhe a aparência que tem hoje e salvando-lhe a vida.
No entanto esta figura de MOTU Classics de Evil Lyn trás uma origem semelhante às duas hitórias acima apresentadas.
Aqui conta-se que o seu nome é Evelyn Morgan Powers, o que condiz com a primeira história de origem (pelo menos em parte). Diz ainda que foi criada pelo seu pai nas Ruínas de Zalesia e que deixou a sua casa durante uma discussão de adolescente rebelde, adotando o nome de Evil-Lyn. Viajou por toda a Eternia e adquiriu conhecimentos de muitos mestres e muittas formas de magia e artes negras. Enquanto procurava por meios de aumentar ainda mais os seus poderes, conheceu um ambicioso alquimista chamado Keldor pelo qual se apaixonou, juntando-se à sua causa. Depois da transformação do seu amante em Skeletor e de ele ter perdido todos os seus sentimentos por ela devido à sua constante ambição por poder, ela começou a engendrar esquemas contra ele, sendo responsável pela libertação de King Hiss e de Hordak das suas respectivas dimensões prisão...
Talvez exista por aí mais alguma informação sobre esta personagem, mas penso que poderemos traçar um perfil psicológico desta feiticeira com os detalhes que dei.
Esta figura magistralmente pintada e executada, vem acompanhada de um bastão mágico comprido (que pode ser trocado para um curto), um punhal e ainda trás outra figura associada, que é nada mais do que Screech, a sua àguia de combate, com o respectivo poleiro.
A figura é feita à escala e é um complemento que, a meu ver, se revela um luxo. A figura é de Abril de 2010 e segundo informações que tenho esgotou em 7 minutos...

3 comentários:

Filipe disse...

A tua colecção MOTUC está-se a compor! Mais uma excelente figura, que já tive a oportunidade de ver de perto, mas que infelizmente não faz parte da minha colecção... Como sempre dás uma riqueza especial ao teu blog por toda a informação que acompanha as figuras!
PS: Para quando o Hordak?!?

Nuno Mata disse...

Para breve...

ah ah ah ah ah (gargalhada sarcástica e maléfica, ou uma imitação muito perto disso)

NM

Master Del Universo disse...

a pala do teu post, reparei que no meu me esqueci de meter o screech, QUE FALHA ahaha you win